Search

Crítica: "As Golpistas"


Well, posso dizer de certeza que entrei nesse filme pensando que ele seria uma coisa, mas era outra. Talvez porque recentemente resolvi maratonar séries como Gatunas e Good Girls que tem temáticas muito parecidas com as do filme, mas logo de cara já pude falar uma grande diferença entre eles: o filme é baseado em fatos reais e por isso decidiu explorar histórias que realmente aconteceram.

As Golpistas fala sobre um grupo de strippers que juntas criam um plano para tirar dinheiro dos seus maiores clientes, empresários do Wall Street.

Parece simples, né? Mas não. O filme fala sobre um assunto muito delicado, mas mostra a realidade como de fato é. Mostra não só uma celebração de mulheres poderosíssimas fazendo o que elas querem e dominando o mundo, mas também a dura realidade do que a maioria das mulheres do mundo sofrem com homens extremamente abusivos e machistas.

A diferença é o que cada mulher decide fazer com tudo isso.

Bem, Ramona, Destiny, Diamond e Anabelle decidem tirar o máximo de dinheiro de homens comuns, casados e em sua maioria diretores de grandes empresas, que passam o dia inteiro se metendo em falcatruas e esquemas de corrupção e no final do expediente só precisam de um pouco de descanso na boate.



Todo o esquema é montado por Ramona, personagem interpretada pela Jennifer Lopez que junto a sua amizade com Destiny mostra pro público que prostitutas são pessoas comuns, que sentem medo, que amam, que estão ali pra sobreviver e sustentar sua família e que acima de tudo na maioria das vezes são pessoas que não tiveram oportunidades.

E é a partir desse ponto do filme que começa a reflexão: o que me torna diferente dessas pessoas? O que cada um é capaz de fazer pela própria sobrevivência? Parece ridículo se colocar no lugar de pessoas que foram levadas a tomar atitudes extremas e completamente fora da lei quando você só gostaria de ter uma vida comum, certo?

Pois, bem, o filme faz refletir sobre as nossas próprias contribuições para o mundo da corrupção, já que um dos objetivos é aproximar o espectador de uma realidade que talvez ele jamais tenha vivido, mas que não o torna diferente daquelas pessoas.

Afinal, como diz Ramona no final do filme: "Todo mundo tem um esquema".


"As Golpistas" chega aos cinemas em 5 de Dezembro, com distribuição da Diamond Films.


Texto de: Elaine Marinho

NAVEGUE

Todas as imagens de filmes, séries, artistas, editoriais e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários e usadas aqui sem fins lucrativos.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now