Search

Crítica: “Sweet Magnolias” (1ª Temporada)



Em uma cidadezinha da Carolina do Sul, as amigas Maddie (JoAnna Garcia Swisher), Dana (Brooke Elliott) e Helen (Heather Headley) compartilham suas alegrias e crises familiares, profissionais e nos relacionamentos.

Baseada nos livros de Sherryl Woods (mesma autora de Chesapeake Shores), a série é a prova de que nada entretém mais do que probleminhas rasos de gente privilegiada de cidade pequena. É inexplicável o que da trama morna faz ser impossível parar de assistir.

Talvez se deva ao ótimo casting, que traz protagonistas que se complementam em suas diferenças muito bem interpretadas pelas atrizes underrated JoAnna Garcia Swisher (“Once Upon a Time”), Brooke Elliott (“Drop Dead Diva”) e Heather Headley (“Aida”).

Além do grande retorno de Jamie Lynn Spears, que surpreende na atuação e faz lembrar que “Zoey 101” não foi um delírio coletivo.

São 10 episódios de duração média de 50 minutos que, mesmo dando a impressão de que poderiam ser mais curtos, desenvolvem com equilíbrio vários arcos paralelos e situações que fogem um pouco do previsível dentro desse estilo de narrativa.


A primeira temporada de “Doces Magnólias” já está disponível na Netflix: https://www.netflix.com/title/80239866

NAVEGUE

Todas as imagens de filmes, séries, artistas, editoriais e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários e usadas aqui sem fins lucrativos.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now