Search

Crítica: “The Politician” (2ª Temporada)


A Netflix não fez mais do que a obrigação ao renovar “The Politician” já que o primeiro ano da série parecia ser um mero prólogo para a história que seria desenvolvida á seguir (Confira nossa crítica da primeira temporada aqui). E talvez seja essa expectativa de “Agora vai!” que tornou a experiência dos novos episódios tão frustrante.

Conhecer o passado problemático de Payton no colegial só serviu para perceber que ele não amadureceu nem um pouco quando começa a botar em prática seus delírios políticos após a passagem de tempo que ocorre. O foco da trama muda apenas de adolescentes brancos privilegiados sendo inconsequentes para adultos brancos privilegiados sendo desprezíveis em prol de suas metas.

Não é novidade se decepcionar no decorrer das obras de Ryan Murphy, mas dessa vez ele errou a mão feio.

É uma narrativa irresponsável que não chega a lugar algum. E nem parece ter bem definido qual o seu público alvo, já que tem temáticas que exigem muita maturidade de expectadores mais jovens vindos de “Glee”, mas também passa longe de ser um bom material para se discutir política.

O “humor” beira a insensibilidade ao representar minorias de forma desrespeitosa e usar de um julgamento de valores hipócrita para fazer chacota com sexualidade, ageismo e ativismo ambiental. Uma problemática trama de chantagens e relações tóxicas.

Não à toa, o protagonista é um sociopata indiferente á moral e ética para conquistar seus objetivos a todo e qualquer custo. O que não seria um problema se suas atitudes não fossem tão romantizadas em um roteiro raso interpretado na extrema zona de conforto do insosso Ben Platt.

A química da dupla Bette Midler e Judith Light é o verdadeiro destaque da temporada. Trazem de volta as ótimas personagens de Zoey Deutch e Gwyneth Paltrow, mas são ainda mais mal aproveitadas do que no ano anterior. O restante do elenco entrega apenas caricaturas ambulantes que passam facilmente despercebidas, a não ser quando protagonizam montagens que jogam informações aleatórias e não somam nada para a trama central.

Até a estética, que era um ponto alto desde as primeiras divulgações da série, decaiu nessa nova fase ao optar por uma paleta de tons mais frios e figurinos menos chamativos (que condizem mais com a atmosfera atual).

Diferente da temporada anterior, não da para esperar se divertir enquanto passa raiva com os novos conflitos apresentados. Ao menos tem um final aberto que não necessariamente precisa ser desenvolvido futuramente (e que assim seja).

As duas temporadas de "The Politician” estão disponíveis na Netflix: https://www.netflix.com/title/80241248

NAVEGUE

Todas as imagens de filmes, séries, artistas, editoriais e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários e usadas aqui sem fins lucrativos.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now