Search

Crítica: “Você Nem Imagina”


Ellie (Leah Lewis) usa seu dote na escrita para vender trabalhos de redação para seus colegas de classe e assim garantir uma renda extra em seu lar. Quando o atleta Paul (Daniel Diemer) sugere contratar os serviços dela para escrever cartas para a garota de seus sonhos, ela se vê tendo que encarar sentimentos que nunca sentiu.

A comédia romântica escrita e dirigida por Alice Wu transborda sensibilidade em uma trama cheia de discussões essenciais para seu público-alvo adolescente. A narrativa foge de tudo de clichê que sua premissa poderia facilmente cair e acaba entregando uma preciosa jornada de amadurecimento.

A atmosfera do longa é menos apelativa e romântica que o esperado para o gênero, optando por uma cartela de tons mais frios e trilha sonora leve. Mas cativa na poética por trás da fotografia e na escolha de intercalar as cenas com citações de poetas e autores clássicos. E o uso de narrações (que na verdade são como diálogos de uma constante troca de cartas) garante um bom ritmo nos 100 minutos de duração.

Leah Lewis lidera com fibra um elenco de talentos (ainda) poucos conhecidos, mas com potencial. Tem espaço para bons alívios cômicos de Daniel Diemer e um arco inspirador da personagem Aster bem trabalhado nas nuances que Alexxis Lemire traz. Mesmo o ingrato papel do “macho alpha” do colégio Trig consegue se tornar interessante nas mãos de Wolfgang Novogratz.

Vale ressaltar a participação de Collin Chou como o pai de Ellie, que em poucas cenas levanta discussão sobre questões raciais e também serve como um ótimo recurso narrativo por estar sempre assistindo filmes clássicos que traçam paralelos com a trama.

Também é esboçado um dilema sobre questões religiosas e como podem limitar e aprisionar conceitos, mas não há espaço para ser melhor desenvolvido. Talvez nem necessidade disso ser explorado, uma vez que retrata bem o quanto a descoberta do amor é algo que foge do controle e pode estar além de sexualidade.

E, sem romantizações exageradas, vemos adolescentes descobrindo como é complicado expressar o amor.

A criadora já deixou claro em entrevista recente que não é muito fã de sequências e só traria essas personagens de volta se estivesse confortável e segura de que entregaria uma narrativa consistente. Veremos se a coisa muda de figura no caso do filme (merecidamente) virar um sucesso comercial.

Não tem como não se apaixonar.


“Você Nem Imagina” já está disponível na Netflix: https://www.netflix.com/title/81005150

NAVEGUE

Todas as imagens de filmes, séries, artistas, editoriais e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários e usadas aqui sem fins lucrativos.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now