Search

Top 10 Filmes LGBTQI+



Freak Show

Um adolescente performático e livre de rótulos acaba tendo que estudar em um colégio conservados, mas isso não o impede de querer disputar o posto de rainha do baile.

Um filme sem defeitos com atuações incríveis de Alex Lawther (The End of the fucking world), AnnaSophia Robb (The Carrie Diaries), Abigail Breslin (A “Pequena Miss Sunshine”) e Bette Midler (precisa de filmografia? Não).





Special

Mais uma série sobre um jovem encarando a vida adulta e seus dilemas de identidade, mas nesse caso o protagonista é gay e tem paralisia cerebral. Ser especial é uma mentira que tentamos engolir?

A série é uma semi-autobiografia baseada no livro “I’m Special: And Other Lies We tell Ourselves” de Ryan O’Connell (que estrela a série).





But I'm a cheerleader

Megan (brilhantemente interpretada por Natasha Lyonne no comecinho da carreira) tem a vida perfeita de uma garota americana. Mas ser rica, capitã das lideres de torcida e namorar o jogador mas gato da escola não encobrem o vazio de ter que esconder da sua família conservadora que é lésbica.

A sutileza desse filme de 99 usa de um ótimo humor para criticar papéis de gênero socialmente pré-estabelecidos e os absurdos tratamentos de “““cura gay”””.





Jenny's wedding

Jenny (Katherine Heigl) decide se casar com sua companheira de anos Kitty (Alexis Bledel fazendo uma Rory Gilmore lésbica, só digo isso), o único problema é que ela nunca saiu do armário para sua família conservadora.

Enredo bem sessão da tarde, mas não vou mentir que choro sempre que vejo.





Pose

A série de Ryan Murphy (Glee e American Horror Story) acompanha a ascensão da cultura drag no final dos anos 80. Entre figurinos extravagantes e bailes luxuosos, vemos também a luta diária de um grupo de gays, trans e drag queens na busca de seus direitos.

Hoje eu quero voltar sozinho

É clichê dizer que o amor é cego, mas tudo muda para o jovem deficiente visual Leonardo (Guilherme Lobo) quando seu novo colega de classe provoca novos sentimentos nele. Um filme nacional extremamente sensível e com uma trilha sonora incrível.





Pride

Baseado em uma história real, o filme se passa durante a greve dos mineradores britânicos. Um grupo de ativistas lgbt decide arrecadar fundos para as famílias prejudicadas e a doação não é bem vista, então eles decidem fazer a entrega pessoalmente para esse grupo teoricamente “tão diferente”.

Uma das melhores atuações de Imelda Staunton.





The New Normal

A série acompanha um casal gay tentando ter uma criança através de uma barriga de aluguel, mas o estranhamento com o “novo normal” na constituição de uma família desencadeia uma série de complicações no processo.

Um incrível humor ácido garantido por nomes como Andrew Rannells e Nene Leakes no elenco.





Faking it

Duas amigas ganham popularidade quando espalham um boato que elas são um casal lésbico. Enquanto Karma (Katie Stevens) se aproveita dos cinco minutos de fama, Amy (Rita Volk) começa a questionar sua sexualidade e desenvolver sentimentos pela amiga. Eu juro que a série consegue trazer bons questionamentos e uma vasta representatividade quando deixa de ser problemática.





Rocketman

A recente biografia de Elton John desmistifica o ícone que por acaso é lgbtqi+, mostrando uma história de superação e a busca do amor verdadeiro. O filme mostra que somos todos crianças em busca de aprovação e fazer as pazes com seu passado pode facilitar muito o seu futuro.

Impecavelmente estrelado por Taron Egerton e uma produção de tirar o fôlego.



NAVEGUE

Todas as imagens de filmes, séries, artistas, editoriais e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários e usadas aqui sem fins lucrativos.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now